“O universal é o local sem paredes.” (Miguel Torga) "Escrever é um ato de liberdade." (Antônio Callado) "Embora nem todo filho da puta seja censor,todo censor é filho da puta." (Julio Saraiva)

domingo, 8 de agosto de 2010

ELEGIA A MEU PAI

Foi preciso conhecer o mar
Buscar a estrela desencontrada
Envelhecer um pouco
Dar um tempo ao tempo

Foi preciso reinventar um anjo
Acreditar na chuva
Não escovar os dentes
Naquela sexta-feira

Foi preciso viajar cidades
Nunca visitadas
Assassinar mulheres
E sonhar um filho

Foi preciso não fazer a barba
Anoitecer calado
Espantar o sono
Investir no nada

Foi preciso desfazer as malas
E desfazendo as malas
Te saber ausente

__________________
Júlio Saraiva,
São Paulo, Brasil
____________________

Um comentário:

  1. lindo. e muito.

    tomei-o de emprestimo para os outros fumos, julio.

    um abraço

    ResponderExcluir

Compartilhe o Currupião